4 de fevereiro de 2015

A Mosca e a Borboleta

Tags

"Portanto, vede prudentemente como andais,não como néscios, e sim como sábios"
(Efésios 5: 15)



Uma mosca inquieta, curiosa e muito falante voava por todos os lugares da casa. Visitava cozinha e se assentava nos alimentos sobre a mesa. Nos quartos, fazia barulho com o seu o seu voo atrapalhando o descanso dos moradores.
Sem discernir ambientes, ia ao esgoto de lama e pisava ali. Subia ao pescoço do cachorro ferido e se fartava. Uma fruta estragada era suficiente par seduzi-la; qualquer objeto asqueroso a atraia.
Ela, porem, observava uma linda borboleta que não saia do jardim e nem deixava de visitar as mais belas flores. Não se sentia seduzida a sair para conhecer "outros alimentos e diversões novas".
Aproximou-se da borboleta e perguntou: Você não se cansa de ficar somente no jardim? A resposta foi: Fui criada para viver aqui. Novamente a mosca fala: Mas isto aqui vai se tornando monótono para você! Responde a borboleta: O perfume do ambiente é agradável e meu suprimento satisfatório.
A mosca insiste: Emoções novas lhe darão uma nova dimensão de vida! A borboleta agradece as sugestões da mosca com as seguintes palavras:
Estou habituada com a pureza! Amo minha comunidade! Se fosse para eu estar com outra modalidade de vida, o meu Criador teria me colocado lá.
A mosca se retirou com as suas insinuações e inveja.
Viver na pureza requer vigilância e completa renúncia!
Queridos irmãos, atentando para esta ilustração e olhando para nós mesmos, devemos desejar sermos puros, vivendo em completa santidade, cuidando com o que fazemos ou pensamos.

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3:16)

Fonte:http://www.ja-online.net/

A mim, o mínimo de todos os santos, me foi dada esta graça de anunciar entre os gentios, por meio do evangelho, as Riquezas Insondáveis de Cristo.(Efésios 3:8)
"Para poderdes, perfeitamente compreender, com todos os santos, qual seja a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade, e conhecer o amor de Cristo, que excede todo o entendimento, para que sejais cheios de toda a plenitude de Deus.” (Efésios 3:18,19)


Comentários
2 Comentários

2 comentários

Bela ilustração! Podemos tirar boas lições dela.
Uma delas é que tudo que vier a nossa mão para fazermos, devemos fazer com entendimento e amor, sempre no propósito de viver uma vida agradável a Deus.

Não há nada melhor que viver em santidade com Deus.