Arrumando inimigos

O servo do Salvador sem dúvidas sempre procura o caminho da paz e da harmonia, procura ao máximo evitar os conflitos, pois, seu coração é cheio de amor e alegria do Espírito. No entanto, quando busca incessantemente fazer a vontade d'Aquele que o escolheu, pode arrumar inimigos de sua fé.

Quando praticamos aquilo que Jesus ensinou, inclusive rejeitando práticas erradas de grupos que se dizem cristãos e deturpam a Palavra do Eterno, muita gente se volta contra nós. A impressão que dá é que você arranjou inimigos, embora você não tenha causado nenhum mal a essas pessoas, pelo contrário, na pureza de seu coração você tenta cumprir o dever do atalaia.

"Filho do homem, eu te constituí atalaia para a casa de Israel. Quando ouvires uma palavra da minha boca, adverti-los-ás de minha parte. Se digo ao ímpio: Tu hás de morrer e tu não o advertires, se não lhe falares a fim de desviá-lo do seu caminho mau, para que viva, ele morrerá, mas o seu sangue, requerê-lo-ei da tua mão. Por outro lado, se tu advertires o ímpio, mas ele não se arrepender do seu caminho mau, morrerá na sua iniquidade, mas tu terás salvo a tua vida. Também se o justo se afastar da sua justiça, praticando a injustiça, e eu puser um tropeço diante dele e ele vier a morrer, porque não o advertiste, morrerá certamente em virtude do seu pecado e a justiça que praticou antes já não será lembrada, mas o seu sangue eu o requererei da tua mão. Por fim, se tu advertiste o justo para que não pecasse e ele não pecou, viverá porque deu ouvidos à advertência e tu terás salvo a tua Vida." Ezequiel 3:17-21

Mas isso não é novidade nenhuma. Desde os profetas vem acontecendo isso. Quando eles recebiam as ordens do Eterno para dizerem aos reis e ao povo sobre suas práticas erradas, eram presos, apanhavam e até mesmo mortos. Mortos por tentarem fazer o bem.

Com nosso Salvador e muitos seguidores d'Ele não foi diferente. Jesus foi crucificado e morto por pregar a verdade, o amor e fazer o bem. Os apóstolos, discípulos e seguidores também foram mortos por dizerem a verdade. O primeiro mártir cristão foi Estevão, que morreu por dizer verdade que os mesmos religiosos que mataram Jesus não suportaram.

Nesse contexto, até mesmo a família daqueles que querem seguir a verdade incondicionalmente se torna inimiga da fé.


"Não penseis que vim trazer paz à terra. Não vim trazer paz, mas espada. Com efeito, vim contrapor o homem ao seu pai, a filha à sua mãe e a nora à sua sogra. Em suma: os inimigos do homem serão os seus próprios familiares. Aquele que ama pai ou mãe mais do que a mim não é digno de mim. E aquele que ama filho ou filha mais do que a mim não é digno de mim. Aquele que não toma a sua cruz e me segue não é digno de mim. Aquele que acha a sua vida, vai perdê-la, mas quem perde a sua vida por causa de mim, vai achá-la." Mateus 10:34-39

A pessoa que de fato se propõe a seguir os caminhos do Eterno, mantendo sua fé em Jesus, renunciando todo tipo de escravidão do pecado ou mesmo religiosa, deve estar preparada para arrumar inimigos. Inimigos estes que surgem até mesmo entre os mais íntimos amigos e familiares.



Jesusmar Sousa Teixeira
E-mail: jesusmar@guardiaodafe.com





Arrumando inimigos Arrumando inimigos Reviewed by Jesusmar Sousa on 11:36 Rating: 5

Nenhum comentário

Author