25 de maio de 2014

O verdadeiro e mais significativo testemunho

"E este parecer contentou a toda a multidão, e elegeram Estêvão, homem cheio de fé e do Espírito Santo, e Filipe, e Prócoro, e Nicanor, e Timão, e Parmenas e Nicolau, prosélito de Antioquia; E os apresentaram ante os apóstolos, e estes, orando, lhes impuseram as mãos. E crescia a palavra de Deus, e em Jerusalém se multiplicava muito o número dos discípulos, e grande parte dos sacerdotes obedecia à fé. E Estêvão, cheio de fé e de poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo." Atos 6:5-8

Dentre os sete homens escolhidos para servir a mesa, estava Estevão, homem cheio de fé e do Espírito Santo. Apesar de não ser apóstolo, através de suas mãos se realizaram sinais e prodígios. Sua pregação de fé trouxe muitos para Cristo.

Importante frisar que o testemunho desses homens, sobretudo o de Estevão, não eram bens materiais (casas, campos, riquezas) e sim uma conduta cristã irrepreensível. A Igreja chamada primitiva tinha enraizada em si o testemunho de Cristo através de suas vidas e não através de seus bens.

Hoje em dia não são poucos os que se dizem cristãos que tentam evidenciar a ação do Criador em suas vidas através de seus bens materiais, o que é absolutamente questionável. Nosso Salvador disse:

"E disse-lhe um da multidão: Mestre, dize a meu irmão que reparta comigo a herança. Mas ele lhe disse: Homem, quem me pôs a mim por juiz ou repartidor entre vós? E disse-lhes: Acautelai-vos e guardai-vos da avareza; porque a vida de qualquer não consiste na abundância do que possui. E propôs-lhe uma parábola, dizendo: A herdade de um homem rico tinha produzido com abundância; E arrazoava ele entre si, dizendo: Que farei? Não tenho onde recolher os meus frutos. E disse: Farei isto: Derrubarei os meus celeiros, e edificarei outros maiores, e ali recolherei todas as minhas novidades e os meus bens; E direi a minha alma: Alma, tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe e folga. Mas Deus lhe disse: Louco! esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será? Assim é aquele que para si ajunta tesouros, e não é rico para com Deus." Lucas 12:13-21

Obviamente não estou aqui para dizer que temos que nos acomodar e viver na miséria. Não é isso! Mas temos que tomar cuidado para que os nossos bens não tomem o lugar da salvação e compreender que o fato de ser rico ou pobre não tem influência alguma sobre ela, como inúmeros pregadores tentam fazer parecer. Leia Lucas 16:20-31.

"Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos? Porque todas estas coisas os gentios procuram. Decerto vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas; Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal." Mateus 6:31-34


Jesusmar Sousa Teixeira
E-mail: jesusmar@guardiaodafe.com

Empregado Público Federal, adoro escrever e faço isso em três blogs de minha autoria e edição.

Comentários
0 Comentários