ESTUDO: A GRANDE MERETRIZ (PARTE IV) - Espaço da Fé

Espaço da Fé

Uma mensagem de fé e esperança para sua vida.

11 de novembro de 2010

ESTUDO: A GRANDE MERETRIZ (PARTE IV)

"Na sua fronte, achava-se escrito um nome, um mistério: BABILÔNIA, A GRANDE, A MÃE DAS MERETRIZES E DAS ABOMINAÇÕES DA TERRA." 
Apocalipse 17:5

Não se trata de apenas uma meretriz, mas a grande e mãe das meretrizes e das abominações. A sua força é tão notável que ela gera filhas e filhas abomináveis.

O versículo 6 deste capítulo 17 de Apocalipse, praticamente sela a revelação de quem ou o que é a grande meretriz. Lá nas primeiras postagens vimos que a Babilônia é uma mulher assentada sobre muitas águas. Sabemos que a mulher simboliza a igreja e muitas águas, multidões de pessoas (Apocalipse 17:15). Essa igreja que reúne muitas pessoas de todas as nações, povos e línguas (Apocalipse 17:15), também fez o que se segue:


"Então, vi a mulher embriagada com o sangue dos santos e com o sangue das testemunhas de Jesus; e, quando vi, admirei-me com grande espanto." Apocalipse 17:6


Agora tente lembrar qual a igreja que teve tais práticas, matando não só os santos (pessoas que serviam a Deus), como também pessoas de outra religiões que não fosse a dela? Não seja eu a dizer isso para que não pareça perseguição. 

CLIQUE AQUI E saiba qual é a igreja perseguidora.

Veja a seguir um trecho do site linkado acima:



As Perseguições
Embora a Inquisição tenha alcançado seu apogeu no século XIII, suas origens remontam ao século IV:
· no século X muitos casos de execuções de hereges, na fogueira ou por estrangulamento;
· em 1198 o Papa Inocêncio III liderou uma cruzada contra os "ALBIGENSES" (hereges do sul da França), com execuções em massa;
· em 1229, no Concílio de Tolouse, foi oficialmente criada a Inquisição ou Tribunal do Santo Ofício, sob a liderança do Papa Gregório IX;
· em 1252, o Papa Inocêncio IV publicou o documento intitulado "AD EXSTIRPANDA", em que vociferou: "os hereges devem ser esmagados como serpentes venenosas". Este documento foi fundamental na execução do diabólico plano de exterminar os hereges. As autoridades civis, sob a ameaça de excomunhão no caso de recusa, eram ordenadas a queimar os hereges. O "AD EXSTIRPANDA" foi renovado ou reforçado por vários papas, nos anos seguintes: Alexandre IV (1254-1261); Clemente IV (1265-1268), Nicolau IV (1288-1292); Bonifácio VIII (1294-1303) e outros. Inocêncio IV autorizou o uso da tortura.

Lembre-se, o site acima citado é um site de Educação e não religioso.
A pergunta é: Essa era a vontade de Deus? Matar as pessoas por não aceitarem a religião ou uma crença? Creio que não! O próprio Cristo nos provou a verdadeira vontade de Deus:

"E aconteceu que, completando-se os dias para a sua assunção, manifestou o firme propósito de ir a Jerusalém. E mandou mensageiros adiante de si; e, indo eles, entraram numa aldeia de samaritanos, para lhe prepararem pousada, Mas não o receberam, porque o seu aspecto era como de quem ia a Jerusalém. E os seus discípulos, Tiago e João, vendo isto, disseram: Senhor, queres que digamos que desça fogo do céu e os consuma, como Elias também fez? Voltando-se, porém, repreendeu-os, e disse: Vós não sabeis de que espírito sois. Porque o Filho do homem não veio para destruir as almas dos homens, mas para salvá-las. E foram para outra aldeia." Lucas 9:51-56

Se aquele que tem poder para salvar ou destruir não quis destruir, antes quis salvar, quem é a pessoa ou igreja que pode salvar ou destruir? No próximo post daremos continuidade a este estudo.




2 comentários:

Priscila Leite disse...

Bacana o estudo obreiro. Deus continue abençoando o senhor. Um abraço!

Jesusmar Sousa disse...

Obrigado. Fico feliz que a senhora tenha esteja gostando. Toda honra ao Senhor Jesus e recebo a bênção. Amém. Abraço!